sexta-feira, 24 de maio de 2019

Educação para o Futuro

 


O vídeo acima foi gravado no TEDx USP, realizado no dia 27 de outubro de 2017. A palestra é do biólogo e youtuber Átila Iamarino.

Átila trata muito bem em seu discurso o assunto de informação nas escolas. Como ele mesmo diz, o professor faz hoje o papel de um GPS e devemos ensinar nossos alunos a dirigir. Os alunos hoje em dia já sabem onde está a informação, cabe aos docentes guiá-los até a informação correta.

Um estudo da Talis, Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem, revelou que o professor brasileiro gasta em média 20% do tempo de sua aula com indisciplina dos alunos, enquanto a média dos demais países pesquisados é 13%. Essa pesquisa é de 2013, de lá para cá muita coisa mudou nas tecnologias e a situação para os docentes provavelmente não melhorou. Com tantas novidades os jovens necessitam de materiais que prendam sua atenção, que lhes deem interesse no conteúdo ensinado, algo que saia da atual rotina nos métodos de ensino. Não existe mais o método em que o professor ficava horas falando e escrevendo no quadro, enquanto os discentes ficavam atentos.

Quem é formado passa no mínimo 3 anos não sendo ensinado, mas sim tendo uma tutoria. A maior parte da educação superior trata-se do aluno ter um tutor auxiliando-o pela busca da informação, e assim formando o seu conhecimento. O aluno graduando (pós, mestrando ou doutorando) realiza suas pesquisas por meio de artigos eletrônicos e diversos materiais disponibilizados de forma digital. Por que não levar esse método aos demais níveis da escolarização?

Não se trata de priorizar a tecnologia e menosprezar a função do professor, mas a educação é algo que está sempre sujeita a contestações e atualizações. Está na hora de repensarmos a nossa didática. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário